ConhecimentoCursos

Minerodutos: princípios para Controle e Manutenção

By outubro 17, 2019 março 13th, 2020 No Comments

A mineração ocupa uma posição de protagonismo na indústria brasileira há décadas. É um dos setores fundamentais para o desenvolvimento da economia nacional. Em função da sua representatividade, é papel deste segmento usar técnicas modernas de processos produtivos eficientes e sustentáveis. 

Uma das ferramentas que otimizam a produção minerária são os minerodutos. Neste artigo, abordaremos como funciona este mecanismo e quais benefícios ele proporciona para o setor. Boa leitura!

O que são os minerodutos?

Os minerodutos podem ser descritos como estruturas formadas por canos que armazenam e transportam todo o material extraído da mina, também conhecido como a polpa do minério.

Este insumo é transferido até o processamento de produção final. Todo o processo é conduzido usando água e energia elétrica.

Quais os benefícios dos minerodutos? 

Uma das vantagens desta forma de acondicionar e transportar o produto é ser menos poluente e mais barato que outros formatos, como o deslocamento por rodovias e ferrovias. 

Desta forma, é possível evitar que algumas substâncias, como dióxido de carbono e enxofre, se espalhem pelo ar. 

Além disso, o baixo custo operacional diz respeito, principalmente, ao preço das peças de reposição. Em função de sua alta durabilidade, os equipamentos conseguem viabilizar uma alta performance para os minerodutos, evitando gastos elevados com manutenção preventiva. 

E as desvantagens deste processo?

Se por um lado o mineroduto é muito eficiente, sob outra perspectiva nem tudo é perfeito. Um dos problemas é o gasto excessivo de água e energia elétrica, já que estes dois insumos são vitais para instalação da infraestrutura. 

Entretanto, uma das alternativas para minimizar este problema é investir em ações para reaproveitamento e uso racional de água, bem como a instalação de técnicas de aplicação de energias renováveis. 

Como funciona a construção, manutenção e controle dos minerodutos?

A construção de um mineroduto passa pelo crivo de órgãos governamentais, principalmente aqueles ligados ao meio ambiente, que validam a implantação do projeto. Esta autorização também passa pela consulta da sociedade civil, por meio da realização de audiências públicas com as comunidades impactadas pelo empreendimento. 

Eles são projetados em conformidade com normas internacionais. Neste contexto, os tubos e demais componentes deste meio de transporte passam por diversos testes de performance durante a construção. 

As análises monitoram o desempenho nas seguintes fases: transporte, armazenamento, construção, simulação de operação e comissionamento. Somente após a constatação do correto funcionamento nestas etapas, o mineroduto pode entrar em operação. 

A manutenção e controle de toda a infraestrutura precisa ser realizada por uma equipe especializada nesta atividade, o que prevê amplo conhecimento em hidráulica e sistemas de bombeamento

Conclusão

Os minerodutos são ferramentas essenciais para escoamento de produtos minerários. Eles contribuem para o desenvolvimento de um dos setores mais importantes da economia nacional. 

Além disso, eles viabilizam a extração mineral de forma sustentável e menos prejudicial ao ecossistema, evitando que substâncias nocivas sejam espalhadas no meio ambiente. 

Quer saber mais sobre o funcionamento deste mecanismo e outros temas inerentes ao setor de mineração? Clique aqui para inserir seus dados e receber nossa newsletter com novidades sobre o segmento!