Conhecimento

O futuro da indústria da mineração: conheça 6 tendências

By outubro 16, 2019 março 13th, 2020 No Comments

A mineração é um dos principais pilares da indústrias brasileira, sendo responsável por 4% do PIB. Seu desempenho tem papel fundamental no crescimento econômico do Brasil. Entretanto, com o desenvolvimento da tecnologia e da indústria 4.0, a grande discussão gira em torno de como setor vai se posicionar diante de tais mudanças. 

O foco das discussões entre os principais players do setor é como as empresas podem assumir um papel de protagonismo, implantando novas tendências nos modelos de negócio. A ideia é pensar como a mineração pode viabilizar o crescimento industrial, pautando suas ações nos seguintes pilares: implantação de novas tecnologias, responsabilidade social e sustentabilidade. 

Com o objetivo de contribuir para este debate, produzimos um artigo para elencar novas tendências que o setor de mineração pode aplicar no dia a dia. Abordaremos seis novas tecnologias que estão revolucionando o mercado. Continue a leitura e saiba mais!

Inovações oriundas da tecnologia

Apostar em técnicas inovadoras, com base nas ferramentas tecnológicas, é uma das tendências para os mais diversos setores produtivos, inclusive para atividade mineradora. Essas novidades podem otimizar processos e fornecer dados capazes de acompanhar o desempenho das atividades, extraindo indicadores para tomadas de decisões. 

Este processo pode ser impulsionado pela indústria 4.0, que prevê a utilização de softwares especializados em procedimentos industriais, buscando aprimorar a eficiência das etapas de produção. 

Abaixo listamos 6 tendências que estão revolucionando a mineração atualmente. Confira:

1. Drones

Com o uso de veículos aéreos não tripulados (VANTs), como o drone, é possível realizar o acompanhamento e monitoramento de diversos serviços realizados em uma mina. Esses dados são coletados de forma rápida, precisa e detalhada.

Isso ocorre, pois nos equipamentos existem câmeras digitais que geram imagens aéreas de alta resolução. As imagens podem ser processadas para calcular o volume de materiais estocados, volume de pilha de estéril, avanços de lavra, entre outros.

2. Cobots

Os Cobots, também conhecidos como “braços robóticos”, são uma novidade que atuam como robôs de proporções menores capazes de realizar tarefas manuais, trabalhando juntamente com humanos. Com isso, eles saem mais baratos que os robôs industriais.

Sua estrutura é formada por uma vestimenta que simula um braço pneumático, que permite conectar o trabalhador à máquina, o que, somado aos movimentos flexíveis dos humanos, permite realizar operações sensitivas.

3. Impressão 3D

Essa tecnologia permite uma produção de objetos tridimensionais por meio de um arquivo digital. Com a ferramenta é possível construir peças funcionais para qualquer indústria, inclusive para a da mineração.

Um exemplo de impressão 3D pode ocorrer por meio de nanopartículas de níquel, que criam sensores nas camadas de uma placa de circuito impresso, capaz de monitorar várias energias, como magnetismo, radiação e temperatura.

4. Sensores

Sensores automáticos garantem um trabalho mais cômodos para os trabalhadores da área da mineração. Afinal, ao usar esse gadget equipamentos de campo, como britadores, podem se autorregular, verificando a necessidade de reparos internos, garantindo capacidade máxima de produção e segurança no processo.

5. Caminhões autônomos

O grande diferencial desses caminhões autônomos é que eles são controlados por sistemas de computador, GPS, radares e inteligência artificial. No mais, eles são idênticos aos famosos caminhões fora de estrada; se movimentando de forma eficiente, levando altas cargas de minérios.

6. Automação de processos

A automação é uma das peças principais da indústria 4.0. Com a sua aplicação em distintos processos, há um maior desempenho, pois as taxas de produção são contínuas. Por exemplo, um equipamento pode trabalhar mais turnos, pois não precisa, ao ser automatizado, de um manuseio humano. O que implica diretamente na segurança dos colaboradores, que não serão exposto a situações de risco.

Conclusão

Acompanhar tendências do mercado é uma forma de aumentar as chances de obter uma performance alinhada com o progresso do seu negócio e daqueles que são impactados pela atividade produtiva da sua empresa.n

Por meio de toda essa inovação e automação, é esperado um ganho de produtividade — fator mais que determinante para o setor —, resultando em diminuição de custos e aumento da produtividade.
Gostou do nosso post? Já sabe como aplicar tais técnicas de mercado? Na TTE temos cursos especializados na implantação destas ferramentas. Saiba mais detalhes em nosso site.